Racing Weekend Vila Real II - Domingo

Segundo e decisivo dia do Racing Weekend no 48º Circuito de Vila Real, com o programa a incluir as corridas do Campeonato Nacional de Veículos de Turismo (CNVT), Campeonato Nacional de Legends e do estreante campeonato de Supercars.

Corrida 1

Como normalmente acontece nos circuitos citadinos, os toques e intervenções do Safety Car tornaram a Corrida 1 do CNVT/TCR Portugal numa prova de sprint. Logo na primeira volta, um toque entre José Pedro Faria (KIA Ceed) e Edgar Florindo (SEAT León) na Rotunda do Boque levou à primeira interrupção dos procedimentos em pista.

Logo após o segundo arranque, um despiste do SEAT de Francisco Marrão obriga a nova entrada do Safety Car.

No reinício da corrida, João Carvalho deu um toque na chicane da reta da meta e Manuel Pedro Fernandes, que seguia logo atrás, não conseguiu evitar o embate no SEAT León.

Depois de nova intervenção do Safety Car, o autor da pole-position Francisco Mora e Rafael Lobato encetam um duelo intenso que incluiu alguns toques entre o SEAT e o Audi. O líder do campeonato conseguiu resistir aos ataques de Lobato e venceu a primeira corrida em Vila Real, o seu quarto triunfo consecutivo em 2017.

Francisco Abreu completou o pódio com o Volkswagen Golf e garantiu ainda a volta mais rápida do fim-de-semana até ao momento, com o tempo de 2m03.982s. Gustavo Moura e o León Mk2 de Rita Graça (vencedora TCR2) completaram o top-5 desta primeira corrida.

Disse o vencedor (Francisco Mora)

“Foi uma corrida algo chata, pela quantidade de bandeiras vermelhas e reinícios. Na parte final levei alguns toques que me obrigaram a ir em frente na chicane por duas vezes. Felizmente conseguimos mais uma vitória para o campeonato e isso é o mais importante.”

Corrida 2

A segunda corrida do CNVT/TCR Ibérico teve uma grelha mais reduzida já que Manuel Gião (problemas de motor) e João Batista (danos no Kia Ceed sofridos na Corrida 1) não puderam alinhar. Nuno Batista (SEAT León) ficou parado na grelha no início da volta de lançamento e teve de arrancar do último lugar.

Francisco Abreu aproveitou a pole-position (obtida com o melhor tempo do fim-de-semana em Vila Real) para se colocar na frente de Francisco Mora, Gustavo Moura, Patrick Cunha e Eduardo Leitão após a primeira volta. Entretanto, Nuno Batista recuperou de último para 6º na primeira volta.

Nas primeiras cinco voltas, Abreu ganha 3.517s a Mora, com Moura no 3º lugar e Patrick Cunha (4º) a ser pressionado por Leitão. Nesta altura, Nuno Batista entra nas boxes com problemas no SEAT.

A vantagem do líder aumentou para 6.516s na volta seguinte, com Patrick Cunha e Eduardo Leitão mais próximos do 3º, Gustavo Moura, que falhou a travagem para uma das chicanes.

Na volta 9, César Machado passa Eduardo Leitão.

Francisco Abreu confirmou uma vitória tranquila e ainda acumulou um ponto-extra com a volta mais rápida da corrida (2m04.491s). Francisco Mora controlou o 2º lugar e Patrick Cunha subiu a 3º devido ao atraso de Gustavo Moura, que falhou mais uma abordagem à chicane e terminou em 6º.

João Sousa (SEAT León) arrancou das boxes mas ainda conseguiu recuperar a liderança nos TCR2 e ganhar na sua cidade natal.

Disse o vencedor (Francisco Abreu)

“Ao longo de todo o fim-de-semana senti que tínhamos andamento para ganhar e esta vitória confirma isso mesmo. É um resultado que atribuo ao trabalho dos mecânicos da Novadriver, que ontem na qualificação mudaram todo um eixo traseiro em nove ou dez minutos, de uma sessão para a outra. Foi isso que me permitiu fazer a pole para a Corrida 2. Toda a gente sabe o quão importante é arrancar na frente em circuitos como este. Quando ganhei alguma vantagem foi só gerir e garantir uma vitória que nos motiva para as próximas provas.”

 

  • Anpac
  • Fpak
  • Full Eventos
  • Hankook
  • Murganheira