João Pedro repete vitória em Vila Real

As duas voltas iniciais foram cumpridas com safety car em pista, para ganhar tempo na formação da grelha e desta forma ser possível cumprir o horário previsto.

Saída do Safety car e João Pedro Silva (Porsche 911 RSR) arrancava na frente. Mais uma vez a “armada” Ford Escort seguia-o, Joaquim Jorge, Rui Azevedo e Jorge Areia eram os protagonistas deste grupo.  Lutava-se pela “cabeça da corrida” e pelo pódium dos Históricos de 75.

 Decorridos dez minutos de prova João Paulo Sousa dava um toque com o BMW 635 Csi numa barreira, mas sem consequências.

Uma luta interessante era travada entre Domingos Sousa Coutinho (BMW 3.0 Csi) H71 e Jorge Cruz (BMW 323i) H81.  

Henrique Jordão (Porsche 928 s) tinha uma saída de frente para a barreira e comprometia o resultado em termos de geral, mas não em termos de Grupo 3.

João Novo fazia uma corrida de trás para frente subia até ao sétimo posto, intrometia-se na discussão de Coutinho e de Cruz, mas esta luta terminava a oito minutos do fim, quando o BMW de Sousa Coutinho ficava parado na Curva do boque, com o motor partido.

O safety Car entrava de novo em pista. Pouco depois a corrida terminava com bandeira vermelha.

Vitória para João Pedro Silva, que simultaneamente ganhava os H75, seguido por Joaquim Jorge e Rui Azevedo.

Filipe Matias (Lotus Elan) venceu os H71 e simultaneamente a Taça 1600, era seguido por Joaquim Soares (Lotus Elan) e Domingos Sousa Coutinho.

No Grupo 5 a vitória foi para Rómulo Mineiro (Ford Escort RS2000) seguido por João Novo e Bernardo Silva (Ford Escort MKI).

Nos H81, Jorge Cruz voltou a vencer, seguido por Fernando Xavier (VW Sirocco), que soma ainda o terceiro posto da Taça 1600.

João Vieira (VW Karmann Ghia) ganhou os H65.

  • Anpac
  • Fpak
  • Full Eventos
  • Hankook
  • Murganheira